Crianças e olhos: cuidados durante as férias

É oficial! O mês de julho chegou, e com ele, as tão sonhadas férias escolares. É nesse período que as crianças têm mais tempo livre para brincar e explorar o mundo ao seu redor. Mas o tempo disponível não cria, somente, oportunidades de aprendizado. Toda energia e curiosidade dos pequenos, e também dos grandes, podem ocasionar sérios imprevistos. Além dos acidentes mais comuns como queimaduras, choques ou cortes, os pais devem ficar atentos para os riscos com a visão. A médica Daena Leal, oftalmopediatra, fala sobre algumas atenções especiais que os olhos precisam durante essas férias de julho.

Segundo à médica, além dos já conhecidos cuidados para não contrair a conjuntivite – lavar as mão antes de entrar em contato com os olhos, manter distância de grandes multidões, etc., deve-se evitar piscinas com muito cloro. Crianças alérgicas a essa substância são as mais afetadas, por isso é recomendável o uso de óculos para natação. A exposição em excesso ao sol também é prejudicial à saúde ocular, pois os raios solares podem queimar as córneas e levar os olhos à um quadro de ceratire actínica (vermelhidão, lacrimejamento, fotofobia). Usar óculos com proteção UVA e UVB é indispensável.

Em casa, o tempo que as crianças passam em frente à televisão e ao computador precisa ser controlado. A oftalmopediatra Daena Leal aconselha uma pausa para descanso de dez minutos a cada duas horas de uso desses aparelhos. De acordo com ela, olhar para um ponto distante ajuda a aliviar a acomodação. “Por relaxamento, muitas crianças acabam deixando de usar seus óculos de grau no período das férias, mas é muito importante não abandonar o uso das lentes corretivas”, explica a oftalmopediatra. Ainda de acordo com a médica, os míopes devem evitar brincadeiras ou esportes que possam causar descolamento na retina ou outros traumas oculares. Se não der pra resistir, as armações de silicone para óculos vão ajudar.

Fonte: Portal Hope

 

Cuidado com os olhos no inverno

Cuidado com os olhos no inverno

A estação mais fria do ano oficialmente começou. E junto com o inverno aparecem as  intituladas “doenças do frio”, como a síndrome do olho seco e as conjuntivites alérgicas, porém não podemos associar essas doenças apenas com o inverno, pois elas também se manifestam em outras estações, se tornando apenas mais propicias devido às baixas temperaturas, tempo seco…