Colírio pode piorar olho vermelho

 

Toxidade dos conservantes pode causa doenças na superfície dos olhos, além de atrapalhar 50% dos tratamentos de glaucoma.  Problema aumenta no verão.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta o Brasil como o quinto maior consumidor de medicamentos do mundo.  Uma parcela importante da população toma remédio por conta própria e acaba pagando um alto preço por causa dos abusos. Quando o assunto é a saúde dos olhos a automedicação permanece elevada.
De acordo com o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto, no verão 4 em cada 10 pacientes chegam à consulta usando colírio indicado por um amigo ou com base em uma prescrição anterior, mesmo que tenha sido feita para alguém da família.
No restante do ano estudos realizados pelo médico mostram que são 3 em cada 10 pacientes.”O brasileiro não vê colírio como remédio porque todas as fórmulas lubrificam. Mesmo que causem ardência ao entrar em contato com o olho, acabam melhorando o conforto visual momentaneamente”, afirma. O problema, comenta, é que o alívio é muito rápido e as pessoas acabam exagerando no número de aplicações. Resultado – quanto mais pingam o colírio maior é o desconforto decorrente da concentração e toxidade dos conservantes.

O uso indiscriminado e contínuo pode causar graves problemas na visão. Os principais são:

*Catarata e glaucoma quando a fórmula contém corticóide.

*Catarata quando é um vasoconstritor indicado para deixar o olho branquinho.

*Olho vermelho crônico, uma resposta à toxidade dos conservantes que causam ressecamento da lágrima e alterações na superfície ocular: ceratite (inflamação da córnea), simbléfaro (aderência da pálpebra ao globo ocular) ou espessamento da margem palpebral.

O médico afirma que os sintomas de toxicidade incluem sensação de areia nos olhos, ardência, sensibilidade à luz e visão turva. Quando uma irritação ocular melhora no início do tratamento e depois piora, é necessário interromper o medicamento, para verificar se o agravamento está associado ao colírio ou à evolução da doença. Nas pessoas em que os sintomas persistem, significa que a doença progrediu.
Neste caso, o oftalmologista diz que substitui o colírio por outro sem conservante ou com conservante virtual que desaparece ao entrar em contato com a superfície ocular, tornando o produto adequado para o uso prolongado.

Procedimento para glaucoma

Queiroz Neto destaca que entre portadores de glaucoma o desconforto causado pelos conservantes dos colírios provoca 50% das interrupções de tratamento e pode levar à cegueira irreversível. Por isso, é uma doença que precisa de acompanhamento médico semestral ou anual, de acordo com a gravidade.
Ele explica que o glaucoma de ângulo aberto, tipo mais comum da doença, tem como principal fator de risco o aumento da pressão interna do olho que lentamente lesa o nervo ocular até a completa cegueira. Os colírios e procedimentos cirúrgicos não restauram a visão, mas são a única forma de interromper a evolução da doença.
O procedimento para melhorar o conforto no tratamento do glaucoma varia conforme a classe farmacológica do colírio que está sendo usado e só pode ser adotado sob supervisão médica. Os principais elencados pelo especialista são: 

Queiroz Neto ressalta que a maioria dos portadores de glaucoma tem olho seco. Por isso, independente do colírio utilizado, a dica é tomar cápsula de óleo de linhaça para melhorar a qualidade da lágrima e diminuir o desconforto causado pelos colírios.

Fonte: Portal  Oftalmologia

 

Colírio pode piorar olho vermelho

Colírio pode piorar olho vermelho

  Toxidade dos conservantes pode causa doenças na superfície dos olhos, além de atrapalhar 50% dos tratamentos de glaucoma.  Problema aumenta no verão. A OMS (Organização Mundial da Saúde) aponta o Brasil como o quinto maior consumidor de medicamentos do mundo.  Uma parcela importante da população toma remédio por conta própria e acaba pagando um…

Vitrectomia transconjuntival

Vitrectomia transconjuntival

Desde o advento da vitrectomia pars plana em 1970 por Marchemer, avanços tecnológicos no desenho de instrumental cirúrgico tem produzido melhores resultados para os pacientes como também uma maior racionalização dos procedimentos operatórios. No início, por exemplo, uma cirurgia vitreorretiniana demorava aproximadamente 5 a 7 horas e hoje com estas novas tecnologias alguns cirurgiões demoram,…

Já ouviu falar da Visão Subnormal

Você sabe o que é visão subnormal?

Quando óculos ou lentes de contato não podem proporcionar visão adequada, podemos lançar mão de um auxílio óptico. Essa condição não deveria ser confundida com cegueira. Pessoas com visão subnormal ainda têm visão útil a qual pode ser melhorada com recursos ópticos especiais. A deficiência visual pode ser menor ou maior dependendo da patologia ou…

A importância da higiene ocular

A importância da higiene ocular

Os nossos olhos estão diariamente expostos a muitas influências externas. Têm contato com poluentes do ar, bactérias, ar seco, vento, cosméticos, etc. As pálpebras e as pestanas oferecem determinada proteção, mas esta proteção, muitas vezes, não é suficiente, pois também a região das pálpebras e das pestanas é muito sensível. As influências externas podem dar…

descolamento de retina

O que é descolamento de retina?

O que é o descolamento da retina? Descolamento de retina é, na verdade, a separação de duas camadas da retina quando a parte sensorial (relacionada com a visão) se separa da camada pigmentada da retina, que é o epitélio pigmentar (relacionada com a nutrição da retina sensorial ). Quais são as causas? Existem várias causas…

Você sabe o que é daltonismo?

Você sabe o que é daltonismo?

O daltonismo é uma doença que afeta a retina do globo ocular. Na retina se encontram dois tipos de células, cones e bastonetes que fazem possível a visão. Os cones são responsáveis pela percepção das cores. Estas células sofrem uma alteração genética que impedem de perceber as cores de forma convencional. Para que a pessoa…

O que a Radiação UV pode causar?

O que a Radiação UV pode causar?

A incidência direta dos raios ultravioleta no olho humano, ocasiona lesões oculares, que gradual e cumulativamente, podem resultar na perda total da visão. As lesões oculares mais comuns causadas pelo excesso de sol são a queda da percepção de detalhes pela mácula – parte da retina responsável por esta função – e a formação da…

Catarata Congênita

Catarata Congênita

O bebê nasce com o cristalino opacificado ou quase totalmente opacificado. Quando abrem-se os olhos nota-se que as pupilas estão brancas. Assim que o problema é detectado, deve-se encaminhar a criança para o oftalmologista. É muito importante investigar as causas. Elas podem ser infecciosas (rubéola, toxoplasmose, citomegalovirus, entre outras), hereditárias (são mais freqüentes do que se…

Leucoma Corneano

Leucoma Corneano

Leucoma é uma opacidade corneana quando a córnea toma aspecto branco em toda sua extensão ou em parte. O leucoma pode ser congênito ou se desenvolver após doenças infecciosas, principalmente herpes ocular ou traumas. Além disso, o leucoma é uma opacidade que pode se localizar centralmente e também provocar alterações na curvatura corneana, diminuindo a visão.

O que é Uveíte?

O que é Uveíte?

Uveíte é uma inflamação intra-ocular comprometendo total ou parcialmente a íris, o corpo ciliar e a coróide (o conjunto dos três forma a úvea), com envolvimento freqüente do vítreo, retina e vasos sangüíneos. É uma doença em geral grave para o olho, mas nem sempre conseguimos fazer o diagnóstico causal. As uveítes têm causas diversas…

“Terçol” ou Hordéolo

“Terçol” ou Hordéolo

O hordéolo ou terçol é uma infecção, normalmente estafilocócica, de uma ou mais glândulas localizadas na borda palpebral ou sob a mesma. Ocorre a formação de um abcesso que tende a romper, liberando uma pequena quantidade de pus. Algumas vezes, o hordéolo forma-se simultaneamente com uma blefarite ou é conseqüência da mesma. Um indivíduo pode apresentar…

Síndrome do olho seco

Síndrome do olho seco

Olho seco é um termo usado para descrever um grupo de diferentes doenças e condições que resultam da umidade e lubrificação inadequadas do olho, por baixa produção de lágrimas ou por má qualidade do filme lacrimal. Há várias anormalidades diferentes que podem causar o olho seco, tais como diminuição da produção de lágrimas, evaporação excessiva,…

Moscas Volantes

Você sabe o que são Moscas Volantes?

Algumas pessoas se queixam do incômodo causado pelo aparecimento de pequenas manchas em seu campo de visão. Essa impressão pode ser causada pelas moscas volantes, que são pequenas condensações do vítreo. Normalmente, são de pouca importância e fazem parte do processo de envelhecimento. É um fenômeno comum em indivíduos com mais de 60 anos e…

Infecções oculares comuns

Infecções oculares comuns

Conjuntivite Conjuntivite é a inflamação da conjuntiva (membrana que envolve grande parte do globo ocular. A causa da conjuntivite pode ser infecciosa, alérgica ou tóxica. Há casos em que uma hemorragia subconjuntival pode ser confundida com conjuntivite. Esta hemorragia provoca vermelhidão nos olhos devido ao rompimento de vasos sanguíneos por traumatismo ou mudança de pressão…

Endoftalmite

O que é Endoftalmite?

A Endoftalmite é uma  infecção intra-ocular acompanhada de processo inflamatório envolvendo o vítreo e a câmara anterior, podendo acometer por contigüidade a retina e a coróide. Caracteriza-se por diminuição da acuidade visual, dor, hiperemia conjuntival, reação de câmara anterior, vitreíte, edema da córnea, quemose e edema da pálpebra. As endoftalmites podem ser endógenas, em que o…